Abigai

Março 30 2011

 

A cada dia que passa mais me surpreendo com o meu G.

Agora tem "estilo"!

 

"Sabes mamã, as meninas não querem saber só da cara, o estilo também conta para ser namorado"

 

De véspera escolhe a roupa com todo o cuidado, as calças têm que ser "à men", a camisola tem que condizer e de preferência ser folgada, as sapatilhas têm que ser com cordão, mas sem apertá-las, estes ficam por dentro, tem que usar lenço ou cachecol, e os adereço como por exemplo pulseiras em cordão ou pele, são fundamentais!

 

"Namora" desde a semana passada com a B.

Ontem, pela primeira vez, abraçaram-se!

Quando cheguei a casa estava em pulgas para me contar como foi o abraço, com ar tímido e acanhado. Lá lhe disse que não precisa de ficar embasbacado, pode falar à vontade connosco sobre o que se passa ou faz com a namorada, desde que haja respeito e sinceridade, os pais compreendem...

Confessou depois que tem pouco tempo para estar com a B., o que o entristece, ele almoça no ATL excepto às segundas e sextas, ela almoça na escola excepto às segundas e sextas. Andam desencontrados. Na sala de aulas, está sentado junto à A., e nos intervalos sente-se no dever de estar com os amigos... complicada a vida de pré-adolescente, não?

Os amigos gozam-no se deixar de estar com eles para estar com a namorada, supostamente fez dele lamechas!

E depois existe a A., a colega que fica junto dele na sala de aulas.

A A. é uma miuda muito meiga, simpática e atenciosa com o G. Sempre o ajudou muito nos estudo e por isso foi colocada na mesma mesa, é muito estudiosa e explica ao G. o que ele não entende. Ajuda-o nos trabalhos de casa pois anda no mesmo ATL, e quando o G. não sabe explicar os trabalhos que tem que fazer, é com ela que eu falo para percebê-los.

A A. perdeu o avô o ano passado, tinha uma relação muito próxima com ele e sente muitas saudades. Fala com frequência disso com o G. e existe muita complicidade com ele. Além disso, o único contacto de miudas memorizado no telemóvel do G. é precisamente o da A., e esta envia-lhe muitos SMS's!

A título de brincadeira, costumava dizer ao G. que a A. estava apaixonada por ele. o G. ficava danado comigo, dizia que não e por vezes até ficava ofendido por insinuarmos tal coisa.

Pois bem, ele agora está preocupado que seja verdade.

Ontem, a A. chorou ao ver o G. abraçar a B.

O G. perguntou-lhe o que se passava e ela desculpou-se dizendo que estava a pensar no avô, mas o G. ficou desconfiado e hoje de manhã disse-me que seria muito melhor que ela lhe dissesse a verdade, não a quer magoar.

 

Nunca pensei que aos 10 anos a vida amorosa pudesse ser tão complicada...

 

 

publicado por Abigai às 13:38

Porque foi a primeira palavra do meu filho, e de nada querer dizer, diz-me muito...
mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25

27
28
31


Posts mais comentados
Visitas
pesquisar
 
Facebook
Portal dos Sites
blogs SAPO