Abigai

Abril 12 2011

 

Para variar.... estou exausta!

O G. voltou a não querer dormir, dormir é perder tempo, há tanto para fazer.... porquê perder tempo na cama?

Está de férias, eléctrico, cheio de energia... e eu, a ficar sem nenhuma!

Ainda no Domingo passado, ouvi familiares a dizer:

"... acho que nunca o vi assim, está mesmo eléctrico..."

Pois... que sorte, eu já o vi, assim e mais ainda!

O que é certo é que eu é que estou exausta... o rapaz tem mais do que fazer do que dormir, está com as baterias hiper carregadas e feliz!

Hoje já o levei para o ATL... medicado, pelo que espero que tenha menos energia logo, a ver vamos!

Ainda não tenho as notas do 2º período, parece-me que serão todas positivas - embora baixas -, não sei muito bem o que pensar, se é bom ou mau. Por exemplo a matemática, teve negativa em todos os testes, mas tem mostrado muita vontade, persistência e estudo, o que levou a professora a dar-lhe um 3. Será bom? Se os resultados das provas foram sempre negativos, ele não atingiu os objectivos, não adquiriu os conhecimento pretendidos. É certo que é muito esforçado e que este esforço deve valer alguma coisa, mas passar sem conhecimentos não me parece o mais adequado.

Não sei mesmo o que pensar!

 

 

publicado por Abigai às 11:38

tb. me parece que sim, apesar de o incentivo ao seu esforço ser muito importante para a sua auto-estima. São dois pesos e duas medidas difíceis de escolher.

Quanto à elecricidade do seu filho, conheço um assim, e já tem quase 18 anos. Difíceis momentos os nossos! Felicidades.
Isaspas a 12 de Abril de 2011 às 12:06

Olá Madalena, é difícil decidir o que é mais certo de facto. Ter uma avaliação positiva é bom para a auto-estima dele, é verdade, mas o tombo pode ser grande depois...
Por outro lado, os professores, talvez preocupados com a sua própria avaliação ou talvez só apenas para recompensar o esforços, optam por dar positiva.
Quanto à hiperactividade do meu G., posso dizer que não é das piores, mas esgota a nossa energia...
Bjs,
Anabela
Abigai a 14 de Abril de 2011 às 12:14

Olá

Concordo que o esforço e a dedicação devem ser premiadas.. mas acumular deficiências numa disciplina como a matemática é terrível, porque o que não aprende hoje vai de certeza fazer falta para o que teria que aprender amanhã...e as lacunas vão-se acumulando e aumentando a dificuldade em acompanhar.

Nós decidimos deixar de dar a medicação durante as férias.. é claro que não tem sido nada fácil, até porque nos primeiros dias a adrenalina está sempre ao máximo, assim como o apetite, sem a medicação ele como se não existisse amanhã..e é claro que não há dificuldade nenhuma em dormir.

Jorge
Jorge Soares a 12 de Abril de 2011 às 14:53

Pois é. Isso da PHDA e da medicamentação em algumas coisas ainda é um misterio.
Estamos de pausa de medicamenatção em ferias com o N.. Que é substituido por 1 ou 2 cafes diarios.
Resultado, o 1º dia foi catastrofico....o 2, 3º e 4º tem sido suportaveis. O que acontece é que a fome aumenta desastrosamente, (o que vale é que ele com quase 11 anos, so pesa 31 Kg) comendo 3 pratos ao almoço! Mas em contrapartida, o sono tambem :) . Ás 10 e pouco já está ferrado a dormir e de manha às 8.00 ainda não quer acordar!

Patricia
Patricia a 14 de Abril de 2011 às 10:11

Olá Patrícia,
Não tenho medicado o G. diariamente, agora que está de férias, apenas nos dias em que vai para o ATL porque lé tem que estudar. Fica alguns dias em casa com a minha mãe e nesses dias, aproveita para descomprimir!
Mas como disse há pouco em resposta ao comentário do Jorge, sem medicação, não dorme...
Quanto ao apetite, é bem como dizes... até parece que passa fome, não pode ver comida que descontrola-se logo e fica aflito por comer mais e mais, mas também é como o teu Nuno, com mais de 10 anos, nem aos 30 Kgs chega...
Bjs
Anabela
Abigai a 14 de Abril de 2011 às 12:21

Olá Jorge,
Tens toda a razão, acumular lacunas não é bom, mas o caso do G. é complicado. É muito bom a fazer todo o tipo de contas, percebe bem a matéria, mas nos testes exitem enunciados que ele ainda não consegue entender. Tem défice de compreensão e como não percebe o que se pretende não sabe que operação usar e espalha-se...
Curiosamente, quando não está medicado, volta a ser o que era antes dõ diagnóstico e deixa de querer dormir, a excitação é tanta que não consegue sossegar o suficiente para dormir e quando dorme, é sempre por poucas horas...
Bjs,
Anabela
Abigai a 14 de Abril de 2011 às 12:18

Olá linda! Mães exaustas, tu sabes como te entendo lol!
Das notas, claro que ficando lacunas elas se reflectem mais tarde...mas também é verdade que com estas crianças devemos trabalhar de modo diferente e esperar resultados ajustados às suas características - num plano curricular individualizado, por exemplo, estão previstos parâmetros de avaliação diferentes, considerando a especificidade de cada patologia.
Beijinhos e boa Páscoa para todos, um grande abraço do Rafa para o teu G!
energia-a-mais a 21 de Abril de 2011 às 14:44

Porque foi a primeira palavra do meu filho, e de nada querer dizer, diz-me muito...
mais sobre mim
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
29
30


Posts mais comentados
Visitas
pesquisar
 
Facebook
Portal dos Sites
blogs SAPO