Abigai

Setembro 19 2011

 

O G. de cada vez mais se parece com uma criança de 10 anos...

Fico com um sorriso nos lábios, parada, a olhar para ele, a observá-lo brincar.

Brincar! Há bem pouco tempo atrás, o G. não brincava, não sabia brincar. Sabia andar atrás de mim, sempre a falar, a gritar, sabia jogar PlayStation, sabia fazer as mais disparatadas asneiras, sabia queixar-se, sabia exigir companhia, mas não sabia brincar.

Hoje, vejo-o no quarto, a atacar castelos com os seus cavaleiros, a combater os "maus", orgulhoso e a chamar-me para ver como sabe fazer... "vês mamã a minha brincadeira"!

Sábado, quando cheguei a casa após o trabalho, estava na sala, a criar vulcões, castelos, ruas e montanhas com plasticina.

Usou uma plasticina comprada há uns 3 anos a pedido da professora, mas que nunca tinha sido usada, e que, apesar de ainda lacrada, já estava um pouco seca.

E então lembrei-me que tinha ainda umas embalagens de barro muito bem guardadas.

Há uns anos atrás fazia esculturas com barro mas a vida vai passando, o tempo vai escasseando e deixamos de lado aqueles passatempos que tanto gostamos...

Assim, no domingo, preparei a mesa com barro, água, alguns panos velhos e, armados de aventais e muita paciências, eu e o G. lançamos mãos à obra na criação de "obras de arte".

Foi divertido e uma novidade para o G. Simplesmente adorou. Diferente da plasticina, deu asas à imaginação, adorou poder sujar-se à vontade, besuntando as mãos até fartar, sem ter a mãe à perna a ralhar! O sonho de qualquer crianças, ainda mais se for hiperactiva!

Fez umas lindas peças um tanto ao quanto estranhas. Na verdade, confesso ter ficado sem perceber muito bem o que representavam, mas o essencial estava lá e atingimos de facto o objectivo principal: o G. estava radiante, feliz e muito divertido. Foi um momento de qualidade passado a dois.

Infelizmente foi também um momento de grande frustração para mim e mais um em que tive que encarar a dura realidade.

Além de já não ter "mão" para a escultura devido aos anos passado sem praticar, percebi da pior maneira que as minhas mãos já não servem de instrumento! As dores ao tentar moldar o barro eram execráveis e hoje, para escrever tenho que fazer um esforço enorme.

Está visto que melhoras não haverá e que vou ter mesmo que me convencer que já não posso continuar a fazer as mesmas coisas como se nada tivesse.

 

Imagem da internet

publicado por Abigai às 11:20
Tags: , , ,

Que belo momento a dois!!!

Sabes quando leio os teus posts e os da Teresa...por vezes dou por mim a pensar...é exactamente assim, o meu N. é igualzinho!! E noutros vejo que realmente que cada crinaçá é unica...mesmo quando sofrem de problemas identicos.

O meu N., sempre adorou brincar, sempre foi muito criativo....legos, plasticinas, e artes plasticas sempre foram o seu grande fascinio. Mas ainda hoje é capaz de perder uma hora abprincar com a irmã mais nova ...às quintas...às batalhas...aos salões de beleza...aos supermercados...

Bjs
Patricia
Patricia a 19 de Setembro de 2011 às 23:31

Pois é! Tal como diz a Pat cada criança é única mesmo que tenham o mesmo diagnóstico, com identicas caracteristicas. O meu Rafa também nunca brincou, nem sabe como...e hoje com 10 anos continua sem conseguir brincar para grande desespero do mano mais novo (e dele, pois sei que muitas vezes até tenta mas fica tão desajeitado que nada sai...). Brincar com legos, plasticinas, requer paciencia e tempo...coisa que para o Rafa parece andar sempre esgotado...Mas este teu post dá-me esperança, talvez ainda veja o Rafa a sentir esse prazer de brincar!

Da escola, a situação do almoço, é em tudo semelhante ao Rafa, também ele se baralha todo com os horários, esquece-se de tirar a senha e já ficou sem almoço um dia destes. Mas acho que com o tempo eles acabam por interiorizar essa rotina, precisam é de mais apoio do que os outros miúdos nesta fase!
Beijocas grandes para voçês!
energia-a-mais a 28 de Setembro de 2011 às 10:31

Porque foi a primeira palavra do meu filho, e de nada querer dizer, diz-me muito...
mais sobre mim
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
15
17

18
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Posts mais comentados
Visitas
pesquisar
 
Facebook
Portal dos Sites
blogs SAPO